Exercício do Perdão


Estou lendo um livro maravilhoso chamado "O poder do subconsciente", de Joseph Murphy, que traz muitos exemplos de como o nosso subconsciente é poderoso, sendo considerado nossa ligação direta com a consciência cósmica.

(Vou deixar um link abaixo caso queira saber mais sobre o livro)

Segundo o autor, nós podemos mudar qualquer situação em nossa vida apenas mudando a maneira como pensamos sobre aquilo. Mas não é apenas pensar com sua mente consciente, e sim com sua mente subconsciente, que governa nossa vida mais do que imaginamos.

É um livro que realmente recomendo a leitura, já que abre nossa mente a um outro patamar.

Num certo ponto do livro, ele traz um exercício incrível para o perdão, o qual transcrevo aqui com as próprias palavras do autor. Acredito que valha a pena tentar com todo o coração para poder acessar a energia do verdadeiro perdão.

---

A TÉCNICA DO PERDÃO

Vou expor agora um método simples que, se você o praticar, vai operar maravilhas em sua vida. É o seguinte : Acalme sua mente, relaxe-se, abandone-se. Pense em Deus e em Seu amor por você e depois afirme :

"Perdoo espontânea e integralmente (mencione o nome do seu ofensor), eximindo-o mental e espiritualmente. Perdoo inteiramente tudo o que esteja ligado ao assunto em questão. Estou livre e ele/ela está livre também. É um sentimento maravilhoso. Hoje é o meu dia de anistia geral. Eximo cada um e todos que me feriram e Lhes desejo saúde, felicidade, paz e todas as bênçãos da vida. Assim faço espontaneamente, com alegria e amor, e sempre que pensar nas pessoas que me feriram hei de dizer que as eximo de qualquer culpa e que todas as bênçãos da vida lhes pertencem. Estou livre e vocês estão livres também. É realmente maravilhoso!"

O grande segredo do verdadeiro perdão é que, uma vez perdoada a pessoa, você não precisará mais repetir a oração. Sempre que a pessoa vier à sua mente ou o ferimento por acaso voltar ao seu pensamento, deseje o bem ao ofensor e diga: "Que a paz esteja contigo!" Faça isso com freqüência, todas as vezes que o pensamento passar por sua mente. Você verá que, em poucos dias, o pensamento da pessoa ou da experiência voltará com uma freqüência cada vez menor, até desaparecer completamente.

TESTE DECISIVO PARA O PERDÃO

Há um teste com ácido para o ouro. E há também um teste decisivo para o perdão. Se eu lhe disser algo maravilhoso sobre alguém que o enganou, iludiu e magoou, e você de alguma maneira reagir negativamente às boas notícias sobre essa pessoa, as raízes do ódio ainda estarão em seu subconsciente, devastando-o.

Suponhamos que você teve um doloroso abscesso na boca há um ano e falou-me a esse respeito. Casualmente, indago se você ainda sente alguma dor. Você responderia automaticamente : "É claro que não, mas ainda me lembro da dor".

Este é o problema: você pode ter lembrança do incidente, embora não mais o fira ou aflija. Esse é o teste decisivo e você deve enfrentá-lo psicológica e espiritualmente, pois, de outra maneira, estará a enganar-se a si mesmo e não terá praticado a verdadeira arte do perdão.

TUDO COMPREENDER É TUDO PERDOAR

Quando o homem compreende a lei criadora da sua própria mente, deixa de culpar as outras pessoas e as condições pela feitura e pelas frustrações de sua vida. Sabe que os seus próprios pensamentos e sentimentos é que cria o seu destino. Além disso, ele tem consciência de que os fatores externos não são causa nem condicionadores de sua vida e de suas experiências.

Pensar que os outros podem obstruir a sua felicidade, que você é um joguete do destino cruel, que você deve opor-se e lutar contra os outros para viver - tudo isso e coisas semelhantes são insustentáveis quando você compreende que os pensamentos são de fato coisas. A Bíblia diz a mesma coisa : "Porque, como um homem imagina em sua alma, assim ele é." PROVÉRBIOS, 23:7.

----

Espero, de verdade, que esse exercício possa te ajudar e te inspirar a se libertar daquilo que te prende nesse momento.

Se quiser, depois me conta como foi para você essa experiência ou se já leu o livro!

*Para mais informações sobre o livro, é só clicar na imagem abaixo: